Fluxo de caixa em buffets: como fazer?

Fluxo de caixa em buffets: como fazer?

Muitos empreendedores só se dão conta quando o perigo bate à porta: o fluxo de caixa é uma ferramenta fundamental para monitorar e antever imprevistos dentro da saúde financeira do seu negócio — seja ele um buffet ou qualquer outro tipo de empreendimento.

Por meio dele o empreendedor consegue acompanhar a sua gestão financeira e tomar decisões assertivas e com a chance mínima de ser surpreendido por eventuais custos.

Para ajudar você a embarcar nessa jornada sem sustos, preparamos este post. Ao longo dos próximos tópicos vamos identificar a importância do fluxo de caixa e, principalmente, como fazê-lo para colocar em prática na gestão do seu buffet.

Boa leitura!

Como iniciar a elaboração de um fluxo de caixa

Para fazer um registro que dê a você o controle completo de sua empresa, comece por determinar o período em que será feito o acompanhamento co mo fluxo de caixa.

Por exemplo: muitos optam por fazer o fluxo de caixa de um ano inteiro — 12 meses. Para, em seguida, um novo fluxo ser elaborado, considerando tudo aquilo que foi recebido e investido.

A etapa seguinte consiste em registrar as contas. Todas elas — entradas e saídas — para compreender efetivamente para onde vão os seus investimentos e, assim, ter sobre a mesa as despesas para avaliar onde os custos podem ser minimizados ou até mesmo evitados.

Vamos, então, a um passo a passo de como deve constar cada informação no seu fluxo de caixa?

Divida as receitas das despesas

Um dos erros mais comuns na gestão de buffet é a mistura de receitas e despesas, dificultando a análise estratégica desses dados.

Afinal, a segmentação desses valores também facilita a observação do quanto custa a manutenção do seu buffet e na comparação das receitas geradas. Como resultado, você aprende quando — e onde — investir.

Tenha metas e prazos definidos

Por meio dessa prática, a gestão do buffet é otimizada. Isso porque você aprende a avaliar o momento mais oportuno para um novo investimento ou segurar o orçamento.

Além disso, é importante saber a sua rentabilidade média justamente para ter um ponto referencial do seu negócio.

Utilize um software de gestão

Nossa última dica para ter o fluxo de caixa sempre atualizado é a partir do uso de um software de gestão. Afinal de contas, esse tipo de solução simplifica todo o trabalho, cabendo a você apenas o registro de informações para que ele apresente, em tempo real, as informações que você precisa saber.

E não apenas isso: o controle de estoque, o envio de orçamentos e até mesmo recursos que valorizem a sua relação com o consumidor fazem parte desse tipo de tecnologia.

Questões, portanto, que complementam tudo aquilo que você precisa saber para manter o fluxo de caixa em dia, e com baixos riscos para gerir o seu negócio e converter mais vendas.

E então, deu para entender, agora, o quanto um fluxo de caixa faz toda a diferença para colocar o seu negócio e contínuo desenvolvimento e mais segurança? Pois saiba que podemos fazer muito mais pela gestão segura do seu negócio. E, para saber mais a respeito, continue navegando em nosso blog para encontrar muitas outras dicas relevantes para a sua gestão!

Deixe seu comentário

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
YouTube
Instagram